Cortar as unhas ou cortar despesas?

Tem um ditado bem conhecido no meio empresarial que diz: ” Cortar despesas é como cortar a unha, tem que ser feito toda semana. ”

Por isto resolvi criar este post: Cortar as unhas ou cortar despesas? Desde que me entendo por gente o meu pai já era empresário e foi vendo ele administrar que despertou em mim o lado empreendedor. Sempre via a preocupação dele com despesas que considerava simples, mas que no final não entendia muito bem o porquê de tanta preocupação.

Não sei dizer se é por questões técnicas, ou culturais do mercado, que as empresas de tecnologia da informação precificam os seus serviços prestados em horas. Aqui normalmente eu sempre faço a conta desta forma, quantas horas gastarei para implantar em determinada empresa? Quantas horas para customizar um relatório específico para aquele determinado cliente? Levo esta lógica para quase tudo e compreensivelmente também converto os meus custos também em horas. Outro dia falando com um colaborador, perguntei quanto ganhava da empresa por hora e ele não soube me responder de pronto, claro que depois de algumas contas no celular, saiu o valor.

Você já se perguntou quanto custa a hora trabalhada do seu funcionário? Em algumas convenções de sindicatos eles aceitam jornadas de 44 horas, outros de 40, outros de 36 e assim por diante. Já fez este custo efetivo? Já levantou quanto você já começa o mês devendo?

Não é possível cortar despesas sem saber aonde cortar e se você pode, e quanto, cortar. Para tentar te ajudar a levantar isso vou falar de alguns termos que te ajudarão a fazer isso aí na sua empresa.

O que é custo e despesa, e qual a diferença?

Custo é todo o investimento financeiro feito, em uma função ou área vital, para a produção de determinado produto ou prestação de serviços. É possível produzir pão francês sem a farinha, sal, água? E o salário do padeiro? Tem como contratar um padeiro sem pagar o contador, vale transporte e refeição dele? E a energia que liga a máquina responsável pela preparação da massa? Todo valor investido no que disse é crucial para a produção do pão francês.

Despesas é todo investimento financeiro feito, em uma função ou área que não é vital, para a produção de determinado produto ou prestação de serviços. É possível produzir pão francês sem o cafezinho que você oferece para o padeiro? E a faxineira que limpa a sala aonde é fabricado o pão?

Um exemplo mais simples é a nossa própria casa. Em tempos de vacas gordas a tv por assinatura, jantares fora nos finais de semana, as crianças uma assistindo a tv no quarto no mesmo canal que você está vendo na sala são muito comuns, correto? O que fazemos é começar a cortar justamente isto pois conseguiríamos tranquilamente sobreviver sem estas “regalias” – isto são despesas. Não dá para viver sem comida, agua, energia em casa não é mesmo, então estes seriam os custos de uma casa convencional.

É muito importante você entender o que realmente é custo e despesa dentro da sua empresa para começar a saber o que você pode ou não cortar.

Além dos custos e despesas devemos observar também o que é chamado de capacidade produtiva, pois certamente ela é decisiva e impactará diretamente nos custos e nas despesas da sua empresa. É como no caso da panificadora, você já tem a máquina que mistura a massa, o forno e todos os outros ingredientes. O seu padeiro chega todo dia às 05h30 da manhã, a sua máquina consegue fabricar até 05 quilos em 15 minutos e o seu forno assa por vez até 50 pães nos mesmos 15 minutos. Sabendo que 01 pão pesa em média 50g, e que a máquina de mistura de massa e o próprio forno tem um tempo de preparação e limpeza da fornalha, somando mais 15 minutos:

Você teria uma capacidade produtiva média de 100 pães a cada 45 minutos, seria possível dependendo da demanda, aumentar a fabricação e com certeza o custo seria menor, visto que a máquina você já possui, já paga os custos do padeiro, forno e custos com contabilidade seriam os mesmos. Oneraria a matéria prima e a energia, mas no final a quantidade produzida sairia bem maior e com o custo bem diferente que se fosse a produzido uma quantidade menor.

Estas são contas que você mesmo deve fazer pois não tem formula mágica para te dar os números, a única certeza é que você precisa saber o quanto você ganha em cada serviço prestado, venda de um produto ou serviço, pois somente assim você saberá o quanto você está ganhando realmente.

Aproveite e leia também:

“Aprenda a economizar com um sistema de automação comercial”

“Como explicar automação comercial para uma criança de 5 anos”

Brunna Candida Silva

Brunna Candida Silva

Consultora de Pré-Vendas em Tec-Info Tecnologia em Informática
Formada em Edificações e atualmente cursando Engenharia Mecânica. Aspirante à ser uma exímia conhecedora de Gestão Empresarial e Tecnologia.
Brunna Candida Silva
Sobre o autor

Brunna Candida Silva

Formada em Edificações e atualmente cursando Engenharia Mecânica. Aspirante à ser uma exímia conhecedora de Gestão Empresarial e Tecnologia.

Comentários

Deixe uma resposta